W3C

Em conformidade com:

SEMINÁRIO
1º Seminário realizado pelo CDS da Bacia do Paramirim voltado a sustentabilidade econômica e socioambiental foi um sucesso!
26/11/2021

Nesta quinta-feira (25), foi realizado pelo CDS Bacia do Paramirim, no município de Caturama — BA, o primeiro seminário voltado ao tema "sustentabilidade econômica e socioambiental". Na ocasião estiveram presentes prefeitos e secretários municipais da região, empresários do setor mineral e ambiental, agentes e especialistas em temáticas ambientalistas, representantes do Governo Estadual e membros do Ministério Público, como o Promotor Dr. Jailson Trindade Neves da Promotoria Ambiental de Justiça da Comarca de Guanambi, Bahia. "Esse é um desafio que pertence à sociedade e, em particular, as prefeituras e ao Ministério Público. Então nós temos que dar as mãos e dizer [...] que as nossas iniciativas, na verdade, são para fortalecer o meio ambiente", enfatizou o Promotor.

 

O evento foi aberto pelo Presidente do Consórcio e prefeito de Dom Basílio, Roberval de Cássia Meira, que ressaltou a importância de oportunizar palestras e debates com especialistas de renome sobre questões ambientais focadas no nicho municipal, além da transcendência do Consórcio no contexto socioambiental.

 

"Esse seminário foi uma ferramenta que o Consórcio promoveu com o intuito de dar publicidade e divulgar às suas ações nas mais diversas áreas, visto que esta entidade se trata de um órgão público multifinalitário, ou seja, ele trabalha com quase todas as políticas públicas, a exemplo de infraestrutura, meio ambiente, questões sociais e educacionais", concluiu o Presidente.

 

De acordo com o secretário executivo do CDS Bacia do Paramirim, Dr. Leonardo Costa, o seminário foi um divisor de águas na política de gerenciamento ambiental compartilhado no âmbito do território abrangido pelo Consórcio. Ele ainda ressalta que "os serviços ora prestados por esta instituição aos municípios dá condição a eles para exercerem as suas competências no licenciamento e na fiscalização ambiental de forma responsável e segura, tutelando o patrimônio ambiental natural da região sem perder de vistas a geração de riquezas, trabalho, renda e erradicação da pobreza"

 

"A temática econômica, social e ambiental é exatamente o equilíbrio que temos buscado para desenvolver a região da Bacia do Paramirim",  disse Dr. Leonardo em referência ao tema escolhido para a conferência.

 

Para o gestor de Macaúbas, Aloísio Rebonato, o principal problema ambiental na região está nos aterros sanitários e que a solução deve partir não só do poder executivo, mas também da população em geral. Segundo ele, todos os munícipes tem que assumir o papel de que "esta é uma problemática comum para todos".

 

Vânio Santos, prefeito de Rio do Pires, ressaltou a relevância do evento para o seu município, pois para ele é muito importante discutir as causas dos resíduos sólidos. "É uma importância muito grande para Rio do Pires está participando deste seminário com referência ao meio ambiente, discutindo as causas dos resíduos sólidos em lixões e muitas outras coisas que vêm de um problema que todos os municípios da nossa região enfrenta que é o lixo. Esse seminário veio para dar força e aprendizado para podermos combater estes detalhes", concluiu.

 

Palestraram no ensejo os especialistas Kitty Tavares, coordenadora de Articulação Institucional da SEMA (Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia); Valdemilton, coordenador e fiscal do Programa GAC (Gestão Ambiental Compartilhada) da SEMA; Bruno Pina Ribeiro, geólogo e técnico deste CDS; Dr. Arthur Vargas Júnior, especialista em direito minerário e ambiental, representante do SindiPedras, membro da Comissão de Direito Minerário e de Base Mineral da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); Manoel Marques, consultor, engenheiro ambiental e de segurança do trabalho e Ivan Miranda, representante do INEMA.

 

Após o término do seminário os presentes se reuniram para um almoço nas dependências do Colégio Joaquim Mendonça.
 
 
 
A assembleia anual referente ao orçamento fiscal de 2022
Antes de iniciar-se o simpósio socioambiental, houve uma agremiação entre os prefeitos consorciados com a entidade para a definição do orçamento para o próximo ano e, conforme exige a Lei 11.107/2005, eles também definiram um novo protocolo de intenções para o próximo biênio.
 
 
Fotográfias do evento
 
 
 


Autor: ASCOM. Fonte: Reprodução / Jornal O Eco. Fotos: Elisângela Bela / Rodrigo Meira- CDSBP.